CPI do Circo: Omar Aziz manda prender Roberto Dias durante depoimento

250

Áudios divulgados enquanto acontecia o depoimento contrariam tese que o ex-diretor apresentou para a comissão

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), mandou prender o depoente da reunião desta quarta-feira, 7, o ex-diretor do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias, alegando que a testemunha mentiu à comissão.

“Chame a polícia do Senado. O senhor está detido pela presidência da CPI”, anunciou o parlamentar. A advogada de Roberto Dias protestou e classificou a ordem de prisão como “um absurdo”. Pouco antes das 18 horas, Aziz reiterou o pedido e encerrou a sessão: “Ele está preso por mentir em perjúrio”.

Aziz tomou a decisão após a revelação de áudios, divulgados pela CNN Brasil, que contrariam a tese que Dias apresentou à comissão: a de que o encontro com o vendedor de vacinas e policial militar Luis Paulo Dominghetti aconteceu de forma acidental, tendo Dominghetti aparecido de surpresa – acompanhado pelo tenente-coronel Marcelo Blanco – em um restaurante em Brasília.

“Muito possivelmente ele sabia que eu estava neste restaurante por alguma mensagem ou telefonema”, respondeu Ferreira Dias ao relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL).

Hipócrita

Roberto Ferreira Dias, ex-diretor do Ministério da Saúde foi preso durante a CPI

Omar Aziz se coloca como o arauto da moralidade, mas é investigado por desvios de recursos para a área da saúde quando ele foi governador do Amazonas.

Aziz foi alvo de uma operação do Ministério Público Federal chamada “Maus Caminhos”. Ela  foi deflagrada em 2016 e houve uma série de desdobramentos. O objeto principal da investigação é o desvio de cerca de R$ 260 milhões de verbas públicas da saúde por meio de contratos milionários firmado com o governo do estado do Amazonas.

Omar Aziz é investigado porque, quando ele era governador, parte desses contratos foi firmada e um relatório parcial da Polícia Federal, o da Operação Vertex, um desdobramento da Maus Caminhos, cita seu nome 256 vezes em 257 páginas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui