Presidente da Assembleia, Ademar Traiano, participa da solenidade de apresentação do novo modelo de Pedágio

127
Solenidade Novo Modelo Pedágio

Presidente Traiano participa da solenidade de apresentação do novo modelo de pedágio no Paraná. Créditos: Geraldo Bubniak/AEN

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano (PSDB), destacou o novo momento vivido no estado com a apresentação da nova modelagem de pedágio para as rodovias no Paraná. No evento, que contou com a presença do ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do governador Carlos Massa Ratinho Junior, Traiano disse que a atuação dos deputados estaduais foi determinante para que o modelo inicialmente proposto fosse revisto pelo Governo Federal.

“A Assembleia Legislativa representa todos os segmentos do estado, através dos parlamentares. Tão logo se desenhou esse novo modelo de pedágio no estado houve uma movimentação dos deputados, pois é um tema, uma ferida dos últimos 24 anos que vinha afrontando os paranaenses. E não há outra forma de discussão a não ser através dos seus representantes legitimados pelo voto popular ir às ruas e promover os debates como fizemos”, disse em referência às 17 audiências públicas realizadas pela Frente Parlamentar sobre o Pedágio em diversas regiões do Paraná.

Traiano frisou ainda que apesar do embate em diversos temas, os deputados se uniram em favor de um pedágio justo para o estado. “A Assembleia mesmo se insurgindo no primeiro momento, se insurgiu pelo interesse do estado. No momento oportuno procuramos convergir para aquilo que o Paraná sonhava, através dos seus representantes, juntamente com o setor produtivo e sociedade organizada”, e parabenizou o ministro Tarcísio por ter recuado na proposta inicial e ouvido o clamor dos paranaenses. “Ministro, o senhor esteve aqui em Cascavel, na FIEP. Entendo que o maior gesto de um homem público é saber ouvir e recuar se necessário. E vossa excelência ouviu o Paraná e sentiu o quanto a questão pedágio prejudicou o nosso estado, o nosso contribuinte, o setor produtivo e teve a grandeza de recuar, não através da pressão, mas do entendimento”, disse.

A proposta, na avaliação de Traiano, segue para uma tarifa dentro dos critérios pedidos pela população durante as audiências públicas realizadas: de menor tarifa, obras no início e transparência na Bolsa de Valores. “Eram esses três critérios também que o governador sempre afirmou, que soube com propriedade conduzir esse processo. E hoje estamos aqui para sepultar definitivamente esse modelo traiçoeiro que sacrificou o estado. Hoje estamos vencendo essa etapa”.

O ministro destacou que a preocupação sempre foi por um modelo que, de fato, as obras fossem realizadas. “Mais importante do que caminhar na direção de um leilão bem-sucedido é caminhar na direção de um contrato bem-sucedido”, disse destacando ser “um dia histórico”.

Tarcísio apontou a atuação dos deputados e da Assembleia Legislativa como fundamental em todo esse processo de construção de um novo modelo. “Foi um movimento interessante, coletivo, de participação e uma grande união de forças. A Assembleia Legislativa teve um papel fundamental. Participou desse processo desde o início com toda a legitimidade. Cumprimento, na pessoa do presidente Traiano, todos os deputados por esse trabalho na participação de construção desse modelo”.

O governador Ratinho Junior também destacou a atuação dos deputados que “têm ajudado tanto o Governo a construir um Paraná inovador, moderno. Os deputados estaduais têm nos ajudado a vencer grandes desafios como esse que estamos, no dia de hoje participando, que é a nova modelagem de concessão no estado do Paraná”, disse “Aos deputados estaduais a minha gratidão porque a Assembleia Legislativa teve um papel muito importante nesse processo. Ela iniciou um debate profundo com a sociedade. Nós fizemos audiências públicas, o Ministério também fez, mas a Assembleia Legislativa ocorreu o Paraná inteiro, fez uma profunda reflexão e nos ajudou, inclusive, a corrigir visões que nós tínhamos do projeto e até para que a gente pudesse afinar a proposta para o Ministério da Infraestrutura e levar também uma visão regional que muitas vezes olhando no macro nós não tínhamos. Então, o papel da Assembleia, através dos deputados foi fundamental, foi não, tem sido e vai ser, obviamente, com a votação para que a gente possa fazer a união das estradas estaduais com as estradas federais”, concluiu.

1 COMENTÁRIO

  1. COM O AUMENTO DE RODOVIAS SENDO LEILOADAS PARA COBRANÇAS DE PEDÁGIOS.
    _CONSIDERANDO QUE O MODELO ATUAL É CARO PARA O USUÁRIO.
    _QUE A MALHA VIÁRIA FORA DO ANEL VIÁRIO TEM SUA MANUTENÇAÕ FEITA COMPOUCA FISCALIZAÇÃO NA EXECUSÃO, PROVA DISTO É A BAIXA DURABILIDADE DOS RECAPIAMENTOS.
    O SR. GOVERNADOR VAI BAIXAR O VALOR DO IPVA QUANDO?
    _QUEREMOS PEDIR TBM QUE OS CUPONS EMITIDOS NAS RAÇAS DE PEDÁGIOS SEJAM FISCAIS, SEM TERMOS QUE ENTRAR DEPOIS NA PAGINA DA CONCEICIONÁRIO PARA EMITIR O COM VALOR FISCAL.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui