Em ato falho, Randolfe deixa escapar que CPI quer proteger quem depõe contra o Governo

231
Randolfe Rodrigues

O senador Randolfe Rodrigues foi pego no flagra, na tarde desta sexta-feira (25), durante o depoimento do deputado federal Luis Miranda e de seu irmão, o funcionário do ministério da Saúde, Luis Ricardo Miranda, à CPI da Pandemia.

Em determinado momento, um parlamentar da base governista cobrava o presidente do colegiado Omar Aziz, por ter a palavra cortada pelos colegas, quando tentava questionar os depoentes. Aziz dizia que não era assim, quando foi interrompido por Randolfe Rodrigues:

“Mas para apoiar as informações dos depoentes é para isso que estamos aqui”, disse o senador.
O suposto ato falho foi imediatamente cobrado pelos parlamentares da base, que cobravam que todos estariam ali para ouvir e esclarecer os fatos. Renan Calheiros, tentou amenizar e acabou piorando a situação:

“O senador quis dizer apoiar o aprofundamento dos nossos trabalhos”,
disse Renan, sendo imediatamente ironizado.

Este é o nível da “CPI do relatório pronto”, que tem se recusado a investigar vários casos graves com denúncias de corrupção no âmbito da pandemia, mas resolve, em cima da hora, dar voz a quem acusa o governo federal de corrupção, ainda que sem apresentar provas, pagamentos, entregas ou sequer o negócio fechado.

Randolfe Rodrigues é o perfeito retrato da hipocrisia desta absurda CPI que envergonha, ainda mais, o parlamento brasileiro.

Via Jornal da Cidade Online

Assista a presepada de Randolfe:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui